Florence

Collection by Grazie a te blog • Last updated 2 days ago

1.33k 
Pins
 • 
234 
Followers
Grazie a te blog
Pátio da Galleria degli Uffizi é um dos mais antigos museus da Europa e reúne a mais importante coleção renascentista do mundo. Para quem não tem muito tempo em Firenze e precisa escolher apenas um museu, sem dúvidas alguma este é o que eu indico. O Uffizi é o mais importante museu da cidade e em suas salas podemos contemplar obras de Masaccio, Botticelli, Raffaello, Giotto, Michelangelo, Filippo Lippi, Tiziano e Caravaggio, só pra citar alguns.

O Museu Uffizi, atração imperdível em Firenze, é o museu mais visitado da cidade

Pátio da Galleria degli Uffizi é um dos mais antigos museus da Europa e reúne a mais importante coleção renascentista do mundo. Para quem não tem muito tempo em Firenze e precisa escolher apenas um museu, sem dúvidas alguma este é o que eu indico. O Uffizi é o mais importante museu da cidade e em suas salas podemos contemplar obras de Masaccio, Botticelli, Raffaello, Giotto, Michelangelo, Filippo Lippi, Tiziano e Caravaggio, só pra citar alguns.

Os tabernaáculos nas esquinas de Florença. Um passeio pelo centro histórico de Firenze revela belezas da arquitetura em todos os cantos. E é impossível não reparar os oratórios nas esquinas da cidade. Chamado de tabernacolo em italiano, essas estruturas que adornam as esquinas eram colocadas por devoção e para pedir proteção aos passantes. Um verdadeiro e precioso patrimônio artístico!

Os oratórios nas esquinas de Firenze: elementos da arquitetura sacra

Os tabernaáculos nas esquinas de Florença. Um passeio pelo centro histórico de Firenze revela belezas da arquitetura em todos os cantos. E é impossível não reparar os oratórios nas esquinas da cidade. Chamado de tabernacolo em italiano, essas estruturas que adornam as esquinas eram colocadas por devoção e para pedir proteção aos passantes. Um verdadeiro e precioso patrimônio artístico!

Um passeio pelo centro histórico de Firenze revela belezas da arquitetura em todos os cantos. E é impossível não reparar os oratórios nas esquinas da cidade. Chamado de tabernacolo em italiano, essas estruturas que adornam as esquinas eram colocadas por devoção e para pedir proteção aos passantes. Um verdadeiro e precioso patrimônio artístico!

Os oratórios nas esquinas de Firenze: elementos da arquitetura sacra

Um passeio pelo centro histórico de Firenze revela belezas da arquitetura em todos os cantos. E é impossível não reparar os oratórios nas esquinas da cidade. Chamado de tabernacolo em italiano, essas estruturas que adornam as esquinas eram colocadas por devoção e para pedir proteção aos passantes. Um verdadeiro e precioso patrimônio artístico!

Complexo del Duomo e a Coluna de São ZAnobio. A Catedral Santa Maria del Fiore de Florença. O Duomo tem capacidade para acomodar até 30 mil pessoas. É uma das obras-primas da arquiteta gótica e uma das principais atrações de quem visita a Toscana

A Basílica Santa Maria del Fiore, o Duomo de Firenze, é a 5ª maior igreja do mundo

Complexo del Duomo e a Coluna de São ZAnobio. A Catedral Santa Maria del Fiore de Florença. O Duomo tem capacidade para acomodar até 30 mil pessoas. É uma das obras-primas da arquiteta gótica e uma das principais atrações de quem visita a Toscana

Detalhes da arquitetura de Florença

Roteiro básico para quem vai passar 3 dias em Firenze

Detalhes da arquitetura de Florença

Maquete de Florença na Piazza della Repubblica. Acessibilidade na Itália. O turismo acessível é uma definição recente, usada para delinear o turismo dirigido a viajantes com necessidades especiais, que podem ser caracterizadas por alguma deficiência motora, sensorial, intelectual ou relacional.

Acessibilidade na Itália - Grazie a te

Maquete de Florença na Piazza della Repubblica. Acessibilidade na Itália. O turismo acessível é uma definição recente, usada para delinear o turismo dirigido a viajantes com necessidades especiais, que podem ser caracterizadas por alguma deficiência motora, sensorial, intelectual ou relacional.

Complexo del Duomo. A Catedral Santa Maria del Fiore de Florença. O Duomo tem capacidade para acomodar até 30 mil pessoas. É uma das obras-primas da arquiteta gótica e uma das principais atrações de quem visita a Toscana

A Basílica Santa Maria del Fiore, o Duomo de Firenze, é a 5ª maior igreja do mundo

Complexo del Duomo. A Catedral Santa Maria del Fiore de Florença. O Duomo tem capacidade para acomodar até 30 mil pessoas. É uma das obras-primas da arquiteta gótica e uma das principais atrações de quem visita a Toscana

Florença na Idade Média. O cenário da Florença do século 13 era bem diferente do que encontramos hoje em dia, com uma enorme quantidade de casas-torres. Em época medieval, a torre era não apenas a habitação, mas também símbolo da força das famílias nobres e indicador da posição econômica. Em Florença existiam cerca de 150 casas-torres, com altura entre 50 e 70 metros, e atualmente poucas ainda estão de pé. Algumas dessas torres foram destruídas ao longo dos anos durante as guerras internas

Na Idade Média haviam cerca de 150 casas-torres em Florença

Florença na Idade Média. O cenário da Florença do século 13 era bem diferente do que encontramos hoje em dia, com uma enorme quantidade de casas-torres. Em época medieval, a torre era não apenas a habitação, mas também símbolo da força das famílias nobres e indicador da posição econômica. Em Florença existiam cerca de 150 casas-torres, com altura entre 50 e 70 metros, e atualmente poucas ainda estão de pé. Algumas dessas torres foram destruídas ao longo dos anos durante as guerras internas

Charrete em Florença, na praça Santa Trinita, na Via Tornabuoni. A Via Tornabuoni, que vai da Ponte Santa Trinità até a Piazza Antinori, é uma das ruas mais luxuosas do centro de Florença. É uma rua muito elegante desde o período do Renascimento, quando passou por um processo de profunda transformação com a construção de inúmeros palácios nobres, que levam o nome das famílias abastadas que eram suas proprietárias. A rua abriga lojas de grifes renomadas e luxuosas.

A elegante Via Tornabuoni, da Ponte Santa Trinità até a Piazza Antinori

Charrete em Florença, na praça Santa Trinita, na Via Tornabuoni. A Via Tornabuoni, que vai da Ponte Santa Trinità até a Piazza Antinori, é uma das ruas mais luxuosas do centro de Florença. É uma rua muito elegante desde o período do Renascimento, quando passou por um processo de profunda transformação com a construção de inúmeros palácios nobres, que levam o nome das famílias abastadas que eram suas proprietárias. A rua abriga lojas de grifes renomadas e luxuosas.

A Basílica de Santa Maria Novella, localizada na praça homônima, no centro histórico de Florença, reúne obras de arte e objetos históricos do setor da pintura, escultura e arquitetura. Existem dois obeliscos na praça, realizados na segunda metade do século 16, sob encomenda de Cosimo I de’ Medici. Os obeliscos serviam para delimitar a área onde acontecia o “Palio dei Cocchi”, uma corrida com charretes que eram puxadas por dois cavalos e que começou a ser realizada na praça em 1563

A Basílica de Santa Maria Novella, uma das mais lindas de Firenze

A Basílica de Santa Maria Novella, localizada na praça homônima, no centro histórico de Florença, reúne obras de arte e objetos históricos do setor da pintura, escultura e arquitetura. Existem dois obeliscos na praça, realizados na segunda metade do século 16, sob encomenda de Cosimo I de’ Medici. Os obeliscos serviam para delimitar a área onde acontecia o “Palio dei Cocchi”, uma corrida com charretes que eram puxadas por dois cavalos e que começou a ser realizada na praça em 1563

Uma das atrações mais visitadas em Firenze é a Basílica de Santa Maria Novella, localizada na praça homônima, no centro histórico de Firenze, que reúne obras de arte e objetos históricos do setor da pintura, escultura e arquitetura. A igreja foi consagrada em 1420, com a fachada ainda incompleta, que foi finalizada apenas em 1470 pelo arquiteto Leon Batista Alberti.

A Basílica de Santa Maria Novella, uma das mais lindas de Firenze

Uma das atrações mais visitadas em Firenze é a Basílica de Santa Maria Novella, localizada na praça homônima, no centro histórico de Firenze, que reúne obras de arte e objetos históricos do setor da pintura, escultura e arquitetura. A igreja foi consagrada em 1420, com a fachada ainda incompleta, que foi finalizada apenas em 1470 pelo arquiteto Leon Batista Alberti.

Il Lago dei Cigni na Fortezza da Basso de Florença

Roteiro básico para quem vai passar 3 dias em Firenze

Il Lago dei Cigni na Fortezza da Basso de Florença

A Praça della Santissima Annunziata abriga o Museu degli Innocenti de Florença. Desde sua criação a instituição presta assistência à crianças órfãs e filhos ilegítimos. Na época do Renascimento muitos bebês foram abandonados e deixados no hospital. Os registros da instituição guardam informações sobre a primeira criança acolhida: Agata Esmeralda, a primeira criança “inocente”, que foi deixada no local, no dia 5 de fevereiro de 1445.

Museu degli Innocenti, o primeiro orfanato da Europa

A Praça della Santissima Annunziata abriga o Museu degli Innocenti de Florença. Desde sua criação a instituição presta assistência à crianças órfãs e filhos ilegítimos. Na época do Renascimento muitos bebês foram abandonados e deixados no hospital. Os registros da instituição guardam informações sobre a primeira criança acolhida: Agata Esmeralda, a primeira criança “inocente”, que foi deixada no local, no dia 5 de fevereiro de 1445.

Florença medieval. A Torre dei Belfredelli, no Oltrarno. As casas-torres levavam o nome das famílias as quais pertenciam e serviam como abrigo e ao mesmo tempo eram instrumento de controle e vigilância territorial. Na Idade Média a vida política era conturbada e existiam muitos conflitos violentos, onde famílias nobres e suas facções se desafiavam pelo poder, como os guelfos e ghibelinos, e a casa-torre garantia segurança para as famílias.

Na Idade Média haviam cerca de 150 casas-torres em Florença

Florença medieval. A Torre dei Belfredelli, no Oltrarno. As casas-torres levavam o nome das famílias as quais pertenciam e serviam como abrigo e ao mesmo tempo eram instrumento de controle e vigilância territorial. Na Idade Média a vida política era conturbada e existiam muitos conflitos violentos, onde famílias nobres e suas facções se desafiavam pelo poder, como os guelfos e ghibelinos, e a casa-torre garantia segurança para as famílias.

Florença medieval . No centro de Florença encontramos ainda inúmeras torres que sobreviveram a guerras civis, demolições e renovações, sendo que algumas foram incorporadas em palácios e em edifícios, e nem todas são reconhecíveis imediatamente. Quando começaram a surgir os municípios, no século 13, as torres foram cortadas, como forma de mostrar que o poder das famílias nobres havia acabado e o palácio começou a simbolizar o poder de uma família, e não mais a torre.

Na Idade Média haviam cerca de 150 casas-torres em Florença

Florença medieval . No centro de Florença encontramos ainda inúmeras torres que sobreviveram a guerras civis, demolições e renovações, sendo que algumas foram incorporadas em palácios e em edifícios, e nem todas são reconhecíveis imediatamente. Quando começaram a surgir os municípios, no século 13, as torres foram cortadas, como forma de mostrar que o poder das famílias nobres havia acabado e o palácio começou a simbolizar o poder de uma família, e não mais a torre.

Florença no tempo das casas-torres. As casas-torres serviam como abrigo e ao mesmo tempo eram instrumento de controle e vigilância territorial. As torres apresentavam uma estrutura compacta e eram geralmente desprovidas de aberturas, com exceção de algumas lacunas, que em italiano é chamada de “feritoia”, que significa uma pequena abertura feita na estrutura fortificada. Eram portanto mini-fortalezas, geralmente inacessíveis do andar térreo.

Na Idade Média haviam cerca de 150 casas-torres em Florença

Florença no tempo das casas-torres. As casas-torres serviam como abrigo e ao mesmo tempo eram instrumento de controle e vigilância territorial. As torres apresentavam uma estrutura compacta e eram geralmente desprovidas de aberturas, com exceção de algumas lacunas, que em italiano é chamada de “feritoia”, que significa uma pequena abertura feita na estrutura fortificada. Eram portanto mini-fortalezas, geralmente inacessíveis do andar térreo.